Festival de Circo de Taquaruçu celebra os profissionais dos bastidores em sua 8a. edição

#ArtedosBastidores #FestivaldeCircoOnLine


A oitava edição do maior festival de circo do Norte do Brasil acontece entre 9 e 12 de dezembro com programação online gratuita. Além das tradicionais Noite de Gala e Noite da Palhaçaria, o Circo Os Kaco, com o apoio do Rumos Itaú Cultural, realizará ainda oficinas e o Circonectados, uma experiência circense interativa nas redes sociais.


BAIXE AQUI A PROGRAMAÇÃO COMPLETA


O Festival de Circo de Taquaruçu foi o primeiro a criar uma experiência de programação online, ainda em 2020 (leia mais no blog do Itaú Cultural), e mostrou ao mundo que o circo é capaz de aproximar e emocionar as pessoas mesmo distantes do picadeiro. Ainda nesta primeira experiência de circo na internet, o evento proporcionou alegria para um público de quase 8 mil pessoas, entre espectadores dos espetáculos, participantes das 12 oficinas e o público das lives realizadas em diversas plataformas. Este ano o Centro Cultural Circo Os Kaco, organização realizadora do festival, preparou nova edição especialmente criada para a internet, que acontece entre os dias 9 e 12 de dezembro no canal d`Os Kaco no Youtube e outras plataformas digitais e espera chegar a um público ainda maior.


A proposta das realizadoras e realizadores do evento é promover um diálogo ainda mais profundo entre o cinema e o circo, trazendo para o público novas perspectivas das cenas, números e espetáculos. A continuidade das parceria com a Círculo Filmes e a Cultivo Projetos e Soluções Criativas, somadas a experiência da equipe do Centro Cultural e da Iuna Produções na realização de programações artísticas, e o apoio do Rumos Itaú Cultural, prometem uma experiência única para o público. O trabalho técnico e artístico do festival foi realizado com objetivo de potencializar a dramaticidade das apresentações, valorizar o virtuosismo e o talento dos artistas e, sobretudo, celebrar o trabalho de quem está nos bastidores do picadeiro.


Programação

A programação oficial já pode ser conferida no site do Circo Os Kaco. Estão confirmadas as tradicionais e esperadas Noite da Palhaçaria e Noite de Gala, além da experiência Circonectados, um espetáculo de variedades que convida o público a navegar por inúmeros perfis de artistas no Instagram. Para esta programação foram selecionados 26 artistas através da Chamada Artística, onde participaram mais de 300 artistas de todas as regiões do Brasil e de outros países.


A programação conta ainda com os espetáculos Raiow Rainha, do coletivo paulistano de palhaçaria Rainhas do Radiador, e o inédito Micélios, da cia tocantinense Circo Os Kaco. A música também ganha espaço na programação online do FCT com o show Amanda Canto Violado, com a violeira e compositora goiana Amanda Ricoldi, que em 2020 teve a transmissão do seu show no festival cancelado em virtude dos protocolos sanitários da OMS para a covid-19.


Profissionalização do circo brasileiro

Este ano o Festival de Circo de Taquaruçu também contará com uma programação formativa dedicada aos bastidores do picadeiro. A técnica de som e produtora Kenia Feitoza, mediará a oficina sobre noções básicas de áudio para artistas da cena. Já a designer de luz Lara Cunha, oferecerá uma formação com foco na iluminação cênica. Fechando esse ciclo de atividades, a advogada Cláudia D´Árcadia mediará uma atividade abordando direitos autorais e licenciamentos musicais para espetáculos e conteúdos digitais de circo. Todas as atividades serão gratuitas e com vagas limitadas. As inscrições já estão abertas no site do Circo Os Kaco.


Como todo ano o Festival de Circo de Taquaruçu também realizará em 2021 uma programação dedicada ao debate e reflexões sobre desenvolvimento sustentável. Desde 2016 o Circo Os Kaco aproveita o festival para promover o Permacirco, um conjunto de experimentações coletivas que promovem a difusão de alternativas responsáveis através da permacultura para a produção de alimentos agroecológicos, a bioconstrução, e também o saneamento básico. Este ano o Circo Os Kaco convidou para rodas de conversa o mestre bambuzeiro Lúcio Ventania, o bioconstrutor Dennis Margera, o permacultor Antônio Floresta, Manuel Inácio, do Ciclovida e a Trupe RAIS, além da brincante e arte educadora Odília Nunes. Os encontros acontecerão em formato de lives no perfil do Instagram e no Canal do Youtube do Festival.


Festival de Circo de Taquaruçu

Pioneiro em sua linguagem no Norte do Brasil, mais precisamente em Taquaruçu, distrito de Palmas (TO), completa 8 anos de resistência, promovendo espetáculos inéditos, intervenções, oficinas, debates e uma programação gratuita para o público. No vale encantado do Circo Os Kaco já passaram mais de 500 artistas/produtores/técnicos de todas as regiões do país e de vários países da América Latina.


Circo Os Kaco

Criado em 2009, chegou a Taquaruçu em 2010 e em 2013 fixaram sua sede no distrito, fundando a Associação Circo Os Kaco. Fazem parte da Rede Circo do Mundo Brasil e da Rede Corpo Bambu, importantes iniciativas que conectam instituições de educação e arte de todo país. Suas ações são pautadas na responsabilidade social e ambiental através do projeto Arte e Cidadania no Circo.


Hoje, a sede Centro Cultural Circo Os Kaco funciona como uma casa de espetáculos na qual recebem circulação de peças teatrais, circenses, musicais, performances e artes integradas. É também onde acontece o Festival de Circo de Taquaruçu. O espaço recebe, ainda, atividades integrativas como Yoga, Circo, Capoeira Angola, Música, Permacultura.


Sobre o Rumos Itaú Cultural

Um dos maiores editais privados de financiamento de projetos culturais do país, o Programa Rumos, é realizado pelo Itaú Cultural desde 1997, fomentando a produção artística e cultural brasileira. A iniciativa recebeu mais de 75,8 mil inscrições desde a sua primeira edição, vindos de todos os estados do país e do exterior. Destes, foram contempladas 1,5 mil propostas nas cinco regiões brasileiras, que receberam o apoio do instituto para o desenvolvimento dos projetos selecionados nas mais diversas áreas de expressão ou de pesquisa.


Os trabalhos resultantes da seleção de todas as edições foram vistos por mais de 7 milhões de pessoas em todo o país. Além disso, mais de mil emissoras de rádio e televisão parceiras divulgaram os trabalhos selecionados.


Na última edição, de 2019-2020, os 11.246 projetos inscritos foram examinados, em uma primeira fase seletiva, por uma comissão composta por 40 avaliadores contratados pelo instituto entre as mais diversas áreas de atuação e regiões do país. Em seguida, passaram por um profundo processo de avaliação e análise por uma Comissão de Seleção multidisciplinar, formada por 23 profissionais que se inter-relacionam com a cultura brasileira, incluindo gestores da própria instituição. Foram selecionados 92 projetos.


12 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo